Editora e Loja

0R$0,00

Nenhum produto no carrinho.

Categoria: Hierarquia da Luz

Raio Rubi-Dourado

Invocação aos Seres do Raio Rubi-Dourado

SEXTO RAIO – RAIO RUBI-DOURADO

  • Principais virtudes: Idealismo, Paz, Amor, Serviço e Devoção.
  • Manifestações no homem evoluído: Devoção, simplicidade, amor, ternura, compaixão, reverência, lealdade, intuição, assistência aos demais, solidariedade, fraternidade, serenidade, paz, equilíbrio, boa vontade, expansão da consciência, idealismo dirigido e inclusivo.
  • Manifestações no homem involuído: Amor egoísta, ciumento e possessivo, confiança exagerada nos demais, parcialidade, auto-ilusão, sectarismo, superstição, preconceito, fanatismo, rancor, ressentimento, idealismo ilusório e confuso, visão curta (cegueira interna), capacidade de acentuar o pessoal, tendência para criar dificuldades aos outros, manipulação emocional, egoísmo.
  • Mestra: Nada
  • Arcanjos: Uriel e Donna Graça
  • Elohim: Tranquilitas e Pacífica
  • Símbolo: Rosa Rubi
  • Regência do dia da semana: sexta-feira
  • Incenso: alfazema, mirra, sândalo.

Eu Sou Eternamente Livre

CREDO DO TEMPLO UNIFICADO DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Creio em Deus Pai e Mãe, como creio na arquitetura do Universo e da Terra. Creio em Alpha e Ômega, em todas as Hostes celestiais e universais, no Espírito Santo, na Ascensão na Luz e na consagração de todos os Seres Cósmicos da Grande Fraternidade Branca.
 
Creio no Amor da Divindade Suprema, no meu Cristo Interno; que as obras que tenho a realizar sejam com amor a toda a humanidade.
 
Creio que deverei reconciliar-me com tudo e com todos e que viverei em pleno Reino de Deus-Pai-Mãe e Espírito Santo.
 
Creio em minha união perfeita com o trabalho manifestado pela Grande Fraternidade Branca e trabalharei para a Ascensão na Luz, para que o Cristo reine em meus irmãos.
 
O Fogo Espiritual estará atuando, implantando a união entre todas as nações.
 
Creio que sou o templo vivo onde habita o Cristo e que deverei espalhar a Luz do Criador em formas de pensamentos, iluminando; nos Raios, harmonizando, curando, alegrando, incentivando na Fé Crística. Meu Amor derramarei, incondicionalmente, por todos e terei a gratidão por servir à Luz dos Iluminados.
 
Creio nestas amáveis Hostes celestiais da Hierarquia do governo oculto de Deus-Pai-Mãe. De coração, servirei pela eternidade à Hierarquia dos Iluminados, pelo eterno bem, ao Senhor do Infinito, Majestade Divina. Em qualquer hora e lugar estarei pronto a reverenciar com Amor e Gratidão, a servir a Deus-Pai-Mãe com tudo que me for concedido.
 
Amem

LIÇÕES DO MESTRE

LIÇÕES DO MESTRE


“Todo o poder se torna um servidor espontâneo de quem a si mesmo conquistou.”
Saint Germain


“Todas as forças do universo estão esperando nosso comando para usá-las, sempre que a serviço da sabedoria e do amor.” “Todo o filho de Deus que reconhecer e aceitar a Presença do Poderoso Deus Uno, ancorada Dentro de seu coração e de seu cérebro e sentir essa Verdade profundamente, muitas vezes por dia, assimilando e compreendendo que Deus lhe enche a mente e o corpo de tanta LUZ que não há lugar para mais nada, esse poderá ser livre. A Una Presença Toda-Poderosa é a potente atividade harmoniosa da Vida e dos afazeres de cada um, e se sua atenção se fixar, fortemente e com determinação, nesta Verdade Eterna, nenhuma realização será bastante grandiosa que não lhe seja possível alcançar.” (Saint Germain)


O questionamento freqüente que se ouve das pessoas é: Se as coisas são assim – tão simples – porque se nos parece tão difícil alcançar a paz interior, a alegria, a saúde e tudo quanto almejamos?!


Pode parecer utopia acreditar num mundo perfeito convivendo, diariamente, com tanta desarmonia. Mas já me questionei, muitas vezes, a causa dessa visão distorcida de valores e chego sempre à mesma conclusão: o homem busca, desesperadamente, um tesouro escondido, uma fórmula mágica, um milagre que represente a solução de todos os problemas que, segundo sua compreensão (equivocada) foram tornando-se maiores em função de agentes externos. Os acontecimentos tomam a proporção que a nossa atenção lhes dispensa e a atenção é o poder concentrado em determinado foco.


A maior conquista que um ser humano pode almejar é o conhecimento sobre si mesmo. Nosso corpo físico – um invólucro perfeito para o uso na dimensão terrena – costuma expressar o que pensamos e sentimos, principalmente quando esses pensamentos e sentimentos são repetidos durante anos a fio. Aos poucos, o homem aprende a ouvir o próprio corpo, suas carências ou necessidades que, quando supridas restauram a harmonia e o equilíbrio. Mas o cuidado com o corpo físico passa, necessariamente, por uma revisão de posturas – mentais e emocionais – afim de que a causa das desarmonias seja analisada e transformada em vivências positivas. O tratamento que o médico prescreve só poderá mostrar-se eficaz se o paciente observar (e cumprir) todas as recomendações.


Quando a nossa atenção é desviada do mundo exterior e dirigida à nossa Essência Divina, percebemos que existe um tremendo Poder Interior que atua, quando permitimos. A compreensão e a aceitação desse Poder que é originário do Amor Divino, pode ser definido como Fé. Convivemos com uma tendência – antiga e adversa – de acreditar apenas naquilo que vemos ou tocamos (nos cinco sentidos físicos) e por isso nos tornamos submissos às adversidades, dirigindo nosso poder para as criações humanas ilusórias e limitadas. Nos separamos de nossa divindade e dispensamos a ela apenas alguns momentos do dia e, como resultado, recebemos na medida em que doamos. Por que não podemos elevar o nosso pensamento a Deus enquanto trabalhamos ou nos divertimos, durante vários períodos do dia, mantendo um contato permanente com o nosso Poder Interior?! Por que dedicamos tantos pensamentos à crítica e ao julgamento, à preocupação e à tristeza, quando poderíamos agradecer a tudo o que nos cerca, reconhecendo a Energia Divina em todos os seres vivos?!


Essa “mudança” interior começa com as pequenas coisas, na rotina e de forma simples. Mudando o curso de nossos pensamentos, podemos sentir a diferença em nossas emoções. Creio que a dificuldade inicial reside na absoluta simplicidade do universo que se movimenta, ininterruptamente, em busca do equilíbrio. Onde houver qualquer desarmonia o universo busca, de alguma forma, restabelecer a ordem divina. Quando o Mestre Saint Germain (no livro Mistérios Desvelados – Ed.Ponte para a Liberdade) declara que “o que parece misterioso só o é porque não pode ser interpretado”, nos leva a compreender que todas as ocorrências estranhas tornar-se-ão naturais quando aceitarmos as Leis do Universo. Quando analisamos a Lei do Retorno, percebemos que o Poder Interior pode ser usado para criar todo o bem, a saúde, a alegria e atrair a prosperidade cósmica que representa nossa evolução espiritual. A Fé demanda o comprometimento com aquilo em que acreditamos, independente das aparências exteriores. Tudo quanto percebemos no mundo exterior é o reflexo de nossos pensamentos e sentimentos, de nossas criações mentais uma vez que atraímos tudo o que se encontra na freqüência em que vibramos. Se, num momento de dificuldade a minha oração for de desespero, significa que a minha atenção (poder) está concentrada no problema e não na solução. Da mesma forma que o viajante busca uma fonte de água cristalina para saciar sua sede, buscamos Deus em nosso coração para que manifeste a nossa Luz Interior e nos mostre a Realidade que é perfeição. As dificuldades nos chegam como resultado de nossas ações e nesses momentos a Fé é fundamental. É preciso acreditar (reconhecer) que o Poder Divino atua e permitir apenas os pensamentos de paz e harmonia para que o equilíbrio se restabeleça.


Quando a certeza de que somos uma Presença Divina atuando em todos os momentos (não obstante as condições externas) estabelecer-se em nossas vidas, poderemos construir a Realidade Divina e teremos – finalmente – conquistado a nós mesmos. Nossos pensamentos e sentimentos, serão instrumentos do Bem Maior porque estaremos enviando – sempre – energias de Luz e Amor, a toda forma de vida no planeta. E eu acredito que esse momento está sendo construído através dos pequenos gestos que, se repetidos, se tornarão hábitos que poderão contagiar os seres que conosco convivem…










Terezinha Steffen – janeiro/2006

Av. Protásio Alves, 266 CEP 90410.004 – Porto Alegre RS
www.divinapresenca.com.br
fone: +51 3388 9133 ou 3377 9133
E-Mail: divinapresenca@gmail.com

EU HUMANO e EU DIVINO

EU HUMANO e EU DIVINO

Desde a concepção nos deparamos com a dualidade: masculino/feminino; alto/baixo; grande/pequeno; bom/mau; Luz/sombra… Crescemos ouvindo sim/não, acreditando nos padrões repetitivos de nossos pais e absorvendo esses conceitos como incontestáveis e imutáveis. Desde cedo, entendemos que céu e inferno eram lugares próximos, sustentados por nossas atitudes e alimentados por nossos medos. Em síntese: foi o medo que nos tornou bons e maus.


À medida em que evoluímos, passamos a perceber que somos parte do Todo, que a dualidade é relativa e que tudo o que Deus criou é bom, belo e perfeito. Chegamos à conclusão de que a dualidade é um produto da mente humana que busca, como referência, o oposto daquilo que percebe. O caminho do auto-conhecimento (conhecer a si mesmo e entender as próprias reações) nos leva à Essência, ao Princípio, à Luz Interior que escolheu usar uma personalidade para realizar a experiência (que, em função do livre-arbítrio se torna aprendizado) de encarnar nesta dimensão. A cada encarnação devemos purificar nossos corpos, de sorte que possamos retornar à Essência Divina, nossa origem.


Quando a personalidade “permite” que a Essência Divina a dirija, entramos em comunhão com o Plano Divino e usufruímos de todas as dádivas a que temos direito, como filhos de Deus. Quando o eu humano (a personalidade/ o ego) se separa do Eu Divino (a Essência/ o Princípio), instala-se o medo, a insegurança e a vulnerabilidade às criações humanas de desarmonia.


Imagine-se num dia qualquer, acordando pela manhã e “permitindo” que seus pensamentos adquiram poder sobre você:


Eu humano: … ah! Não… Outra vez ir àquele trabalho chato, passar o dia todo fechado com aquelas pessoas mal-humoradas… ninguém merece…


Eu Divino: … obrigado meu Deus pelo meu trabalho maravilhoso! Que os raios do sol inundem o meu corpo e fortaleçam o meu espírito…


Eu humano: … e pensar que ainda falta quase um mês para receber o salário! E as contas que não consegui pagar… trabalhar tanto pra quê?


Eu Divino: “Atraio agora, da Substância Universal, com irresistível poder e determinação, tudo o que é meu por direito divino. EU SOU próspero.”


Eu humano: … preciso comprar roupas novas, preciso ganhar mais, preciso ser valorizado… quando é que vou ter um emprego melhor, quando é que vai sobrar dinheiro???


Eu Divino: … hoje será um dia maravilhoso… Eu Sou uma criatura divina, afortunada. Embora as aparências demonstrem o contrário, o Universo trabalha a meu favor, fazendo com que Eu esteja sempre em harmonia. EU SOU o Amor Divino em ação!


Se você ficar reclamando daquilo que não tem, estará atraindo a miséria e determinando para si, através do poder da palavra (energia do fogo), aquilo que expressa.


Se permitir que seu Eu Divino dirija seus passos, poderá perceber que o Universo lhe traz aquilo que necessita no exato momento. É uma Lei: “Onde estiver a vossa atenção (poder) ali estareis”.


Estamos vivendo uma oportunidade ímpar para purificar o nosso pensamento e sentimento, para escolher as palavras que irão determinar o nosso futuro e para concretizar tudo isso em atitudes diárias. Ao tempo em que o Raio Violeta do Bem-Amado Mestre Saint Germain permite a purificação (de forma amorosa) de todas as imperfeições criadas pela humanidade, nos deparamos com a reação dos elementais (em forma de catástrofes) e a nossa atitude deverá sempre ser de compaixão e compreensão das Leis do Universo. “Tudo o que uma pessoa semear, pelo pensamento, sentimento, palavra ou ação, algum dia, em algum lugar, ela terá de colher”. É tempo de assumir a responsabilidade pelos próprios atos e, numa postura de humildade e amor, pedir perdão, perdoar e enviar muita Luz e Amor a todo o nosso planeta, sem julgamentos ou críticas.


Sabemos que a evolução se processa com algum sofrimento (em função do apego – principalmente o apego à matéria) dependendo da disponibilidade de cada um porém, é imprescindível que o ser humano acredite em sua própria Luz Interior e, de preferência, que permita que essa Luz se manifeste em sua vida, todos os dias!



Terezinha – 07/11/07



Av. Protásio Alves, 266 CEP 90410.004 – Porto Alegre RS
www.divinapresenca.com.br
fone: +51 3388 9133 ou 3377 9133
E-Mail: divinapresenca@gmail.com

SAINT GERMAIN – O MESTRE DA ERA DE AQUÁRIO

SAINT GERMAIN – O MESTRE DA ERA DE AQUÁRIO

“Ele prometeu a liberdade a todo ser vivo…”

A sincronicidade do universo impressiona e surpreende até as criaturas evoluídas, habituadas a ouvirem os ensinamentos dos Mestres Ascensionados e buscarem, com disciplina e concentração, colocá-los em prática. Segundo a Grande Fraternidade Branca Universal, o universo é movido e sustentado pelo Amor de Deus que, desde o menor átomo até o maior Sol, expressa a perfeição em todas as suas criações.


Cada Era de dois mil anos é subordinada a um Mestre, Diretor de um dos Sete Raios Divinos. Até o ano de 1954 (aproximadamente) estivemos subordinados ao Sexto Raio Divino (Rubi-dourado), dirigido pelo Mestre Jesus e recebemos as virtudes da Compaixão, do Amor-serviço e da Paz (Era de Peixes). A partir de então, passamos à Era de Aquário, energia do Sétimo Raio Divino (Violeta), dirigida pelo Bem-Amado Mestre Saint Germain, desenvolvendo as virtudes da liberdade, do perdão, da transmutação, do ritmo e do cerimonial.


Em todas as nossas encarnações viemos para desenvolver as virtudes dos Raios Divinos, até chegarmos à Ascensão (iluminação e purificação dos quatro corpos inferiores – físico, etérico, emocional e mental). A Terra é um planeta em evolução e permite aos seres que aqui encarnam, aprender a dominar e administrar a matéria; corrigir os erros; transmutar em luz todos os karmas; voltar a irradiar Luz e auxiliar na iluminação do planeta. Segundo o Mestre, “tudo o que uma criatura semear, pelo pensamento, sentimento, palavra e ação, algum dia, em algum lugar, ela colherá,” deixando claro a nossa responsabilidade para com as nossas criações mentais e o uso da Energia Divina Pura. Todo o pensamento representa uma criação que passa a existir e atuar sobre o seu criador, sustentada pelo sentimento que acompanha a criação mental. Quando, pela Lei do Retorno, recebemos essa criação para usufruir ou para corrigir, contamos com a oportunidade (karma) para requalificar a energia e transformá-la novamente em Luz. Em cada acontecimento (seja bom ou ruim) encontram-se as duas polaridades – a Luz e a sombra – que nos permitem avaliar e transmutar nossas criações limitantes e desarmônicas, assim como usufruir de nossas criações iluminadas e perfeitas.


É possível perceber, nesta Era, a aceleração dos acontecimentos. A humanidade evoluiu mais nos últimos cincoenta anos que nos dois mil anos anteriores. E em todos os sentidos: acentuou-se a Luz e a Sombra; os extremos tornaram-se cada vez mais visíveis. A consciência humana vem sendo despertada para o “Caminho do Meio”, o caminho do equilíbrio, da iluminação. Porque os extremos não representam a perfeição – o melhor caminho é o Caminho do Meio! O Amor Imenso e Intenso dos Mestres Ascensionados é expresso através das oportunidades que encontram aqueles que buscam a liberdade, o Amor e a Paz. E esses atributos Divinos são encontrados dentro de cada ser humano, no núcleo do coração físico, onde foi colocada a Chama Trina – o Poder, A Sabedoria e o Amor de Deus. Quando desenvolvemos as virtudes da Chama Trina, passamos a expressar a Energia Crística (o Cristo em atividade) que representa a segunda vinda de Cristo, nascendo agora no interior de cada criatura e expressando-se para a concretização do Plano Divino da Criação.


Através da prática do “orai e vigiai”, o ser humano concretiza a reforma interior, mudando seus pensamentos, seus sentimentos, palavras e ações, passando a expressar a perfeição Divina. Quando corrigimos nossos erros e passamos a controlar a energia para não repetir as mesmas falhas, nossos corpos vão se purificando e passamos a irradiar mais Luz. Através do esforço concentrado, é possível modificar o nosso comportamento e o ambiente à nossa volta. Segundo os Mestres, quando passamos a cuidar de nós mesmos, buscando a iluminação, contribuímos para a evolução de todos os seres que conosco convivem. Basta, portanto, que cada um cuide de si mesmo, corrigindo os próprios erros e procurando viver dentro de uma elevada freqüência, não permitindo que as limitações humanas interfiram em seu caminho de evolução. O uso freqüente do Fogo Violeta (energia do Raio Violeta) permite transmutar as imperfeições, desarmonias e situações indesejáveis. O Fogo Violeta é uma energia carregada de Amor Divino e não reconhece como realidade as criações humanas adversas, em função disso, transforma novamente em Luz pura e Divina toda a energia que envolve, cumprindo a ordem emitida pelo mental humano. Ao nos relacionarmos com o EU Divino das criaturas humanas, estamos fortalecendo suas virtudes e transmutando suas desarmonias. A energia do Fogo Violeta deve ser usada com muito amor, com a consciência da misericórdia divina. Quando mantemos a Paz Interior podemos usar de misericórdia em relação aos nossos irmãos, aceitando o ritmo de cada um e enviando muito amor e paz, independente da condição de cada um. O trabalho maior é a “reforma interior”, que deve ser profunda e definitiva, afim de não sermos mais atingidos pelas criações humanas limitantes e equivocadas. Despertar o nosso Cristo Interno, o Poder Interior e exercer esse poder nesta dimensão, representa a aceitação de nossa condição de Filhos de Deus, portanto Seres de muita Luz e Amor.


O Bem-Amado Mestre Saint Germain encarnou neste planeta algumas vezes, sendo as mais conhecidas:


– como Rei de uma civilização perfeita, localizada no Saara; na Atlântida, como Sacerdote do Templo do Fogo Violeta. Como o profeta Samuel; como São José, protetor de Jesus e Maria; como Albano, o Santo; o Mago Merlin (assessor direto do Rei Artur, que foi uma das encarnações do Mestre El Morya do Raio Azul); Roger Bacon, monge franciscano; Cristóvão Colombo, descobridor da América; Francis Bacon (o filho da Rainha tirana) e, depois de ascencionado, volta como o Príncipe russo Raczocki, que inseriu-se na corte européia como o conde de Saint Germain, com poderes de Mestre Ascencionado e mantendo a mesma aparência jovem por mais de cem anos, com a finalidade de evitar a Revolução Francesa. Considerando que o livre-arbítrio dos homens é sempre respeitado, o Mestre não poderia interferir e a Revolução aconteceu. O Mestre Saint Germain então, passa a dedicar-se à América do Norte, auxiliando no processo da independência dos Estados Unidos, orientando o Presidente George Washington. O crescimento dessa nação a leva a tornar-se uma potência mundial porém, a energia Divina que deveria ser utilizada para promover o crescimento de todas as nações, num clima de paz e harmonia, acaba sendo usada de forma errônea e o Mestre retira sua assessoria, passando a dedicar-se, então, ao planeta como um todo e a toda a criatura que busca, sinceramente, o caminho da Luz. Inicia-se a Era de Aquário e o trabalho do Mestre Saint Germain, agora em nível planetário, visa oferecer a liberdade a todas as criaturas – homens, seres elementais e anjos prisioneiros. Cabe, então, à humanidade compreender e empregar o Fogo Sagrado, afim de que todos possam conquistar a liberdade do espírito, dos corpos físico, etérico, emocional e mental. Auxiliado por todas as Legiões Celestiais, o Mestre aceita a cooperação de qualquer elemento da corrente humana que esteja em busca de Luz e Liberdade. Neste período de transformações, que gera inquietações em nossos corpos mental e emocional, a transformadora Chama Violeta liberta as criaturas e permite a transmutação dos karmas, libertando-nos da roda das encarnações.


Para usarmos o Fogo Violeta, fazemos o seguinte apelo: “Em nome da Bem-Amada Presença Divina EU SOU, invoco a libertadora Chama Violeta para que envolva e ascencione a todo o elétron que compõe o planeta Terra e seus habitantes encarnados e desencarnados, até que tudo e todos sejam puros e radiantes. Graças, Pai, porque me ouviste”. Esse apelo consta do livro A Grande Revelação, da Ed.Hércules. Então visualizamos a Chama Violeta envolvendo o nosso corpo, a nossa casa, expandindo até envolver o planeta inteiro. A seguir visualizamos tudo isso sendo envolvido na Chama Rosa do Amor Divino. O Bem-Amado Mestre Saint Germain conclama seus discípulos à meditação diária, aos apelos e ao cerimonial, porque toda ação direcionada ao serviço da Luz é abençoada pelos Mestres.


O símbolo do Sétimo Raio (Violeta), é a Cruz de Malta inserido numa flor de lótus sobre as asas da liberdade. A Cruz de Malta simboliza a união de Deus com o homem; a flor de lótus é o símbolo da elevação espiritual e as asas representam a liberdade. Os aromas do Raio Violeta são: violeta, jasmim, lótus branco e dama da noite. Algumas músicas do Sétimo Raio: Concerto de Aranjuez (Rodrigo), Música do Fogo Mágico (Wagner) e Conto dos Bosques de Viena (Strauss). Os Templos etéricos do Sétimo Raio: O Foco de Luz sobre os Montes Cárpatos, na Romênia (Transilvânia); o Foco de Luz sobre o Monte Shasta, ao norte da Califórnia; O Templo da Transmutação (Foco de Luz do Arcanjo Ezequiel) localizado sobre a Ilha de Cuba; o Templo da Misericórdia Divina de Mestra Kwan Yin, situado sobre Pequim, na China; o Templo do Mestre Kamakura, sobre o Monte Fuji, no Japão. Existe, ainda, um foco de Luz nos Andes peruanos, sobre a região do Lago Titicaca. Todo o discípulo que deseja, sinceramente, auxiliar na iluminação do planeta, pode solicitar aos Mestres que transportem seu espírito (durante o sono físico ou durante a meditação) para um desses Templos, afim de aprender a absorver, sustentar e irradiar a Energia Divina, de acordo com a sua evolução espiritual e seu merecimento. Os Mestres Ascencionados contam com a energia dos discípulos aqui encarnados para auxiliarem a humanidade a despertar a consciência adormecida e caminhar para a Luz. O próprio Mestre Saint Germain diz: “Vós, que sois meus amigos, aceita-Me! Deixai-Me palmilhar a Terra através de vós! Deixai que Eu vos auxilie nesta alquimia divina! Vinde à noite ao Templo do Fogo Violeta. Sentar-Me-ei ao vosso lado e esclarecerei, continuamente, a ciência da divina alquimia deste Fogo Violeta. Sabei que no coração de Saint Germain sempre há lugar para vós!” (do livro Meditação e Apelos da Ponte para a Liberdade).


Sabemos que todas as portas nos são abertas (batei e abrir-se-vos-á) quando solicitamos o auxílio dos Mestres e que a nossa tarefa consiste em transformar as sombras em Luz, evoluir e ascencionar, cumprindo o nosso Plano Divino. É preciso “orar e vigiar” em todos os momentos para usar a Energia Divina na construção de uma atmosfera de Luz, Amor e Paz. Tudo é possível àquele que crê!



Terezinha Steffen– maio/2004





Av. Protásio Alves, 266 CEP 90410.004 – Porto Alegre RS
www.divinapresenca.com.br
fone: +51 3388 9133 ou 3377 9133
E-Mail: divinapresenca@gmail.com