Maria Madalena, primeira testemunha da Ressurreição de Jesus

O Papa Francisco, determinou em 2016, que em 22 de julho seria o Dia de Santa Maria Madalena.
A biografia sobre Maria Madalena é repleta de mistérios e controvérsias. Durante muito tempo a Igreja Católica identificou-a como a mesma pessoa em três momentos diferentes do Evangelho, como se ao mesmo tempo fosse Maria Madalena, a que foi curada de 7 demônios, Maria Pecadora, salva de um apedrejamento, e Maria de Betânia, que ungiu os pés de Jesus com perfumes. Hoje, há correntes em que o entendimento é outro, e Maria Madalena refere-se apenas à mulher curada por Jesus, que desde então dedicou-se-lhe de corpo e alma aos ensinamentos.
Para a Grande Fraternidade Branca ela é o complemento divino do Mestre Jesus.

Deixe um comentário